Atrações que precisam de reserva

Atrações turísticas para as quais é recomendável fazer reserva

“A Última Ceia”, Machu Picchu e o Monumento em Washington são alguns locais com acesso limitado. Conheça atrações que só podem ser visitadas com planejamento prévio.

Algumas das mais concorridas atrações turísticas pelo mundo podem surpreender negativamente quem não planeja seus passeios com antecedência. Devido à grande demanda e às poucas entradas disponíveis, certos lugares exigem que se faça reserva ou compre ingressos com bastante anecedência.
Veja a seguir uma lista de locais pelo mundo que exigem reserva ou compra de ingresso com pelo menos dez dias de antecedência durante a alta temporada:

1) ‘A última ceia’ de Leonardo Da Vinci (Milão, Itália)
Obra-prima do pintor Leonardo Da Vinci, o afresco “A última ceia” foi finalizado em 1498 depois de três anos de trabalho. Ele está exposto a visitantes em Milão. O Cenacolo Vinciano, como é conhecida a obra em italiano, fica em uma casa de dois andares situada em uma praça ao lado da Igreja Santa Maria della Grazie. As visitas duram 15 minutos e a lotação máxima da sala é de apenas 30 pessoas.
A entrada no local, porém, exige a compra de ingresso com grande antecipação. Em busca feita no dia 4 de agosto, as próximas datas disponíveos eram ingressos individuais nos dias 26 e 27. Em setembro já não há ingressos. As entradas referentes a agosto foram abertos no dia 13 de maio, e as de outubro foram abertas para a venda em 17 de julho.
Como reservar: pelo site VivaTicket
Preço para adultos: 6,50 euros e taxa de agendamento de 1,50 euro.
Antecedência mínima: pelo menos 21 dias.
É possível comprar na hora?
Há uma bilheteria, mas para venda de ingresso agendado.

2) Machu Picchu e Huayna Picchu (Cusco, Peru)
A montanha de Huayna Picchu fica a mais de 2.500 metros de altitude e oferece uma vista única de Machu Picchu, a famosa cidade Inca no Peru. Para conseguir fazer a escalada íngreme até o cume, porém, é preciso comprar ingresso antecipado: o Ministério da Cultura limita o acesso a dois grupos de 200 pessoas cada.
Um grupo pode subir ao cume de Huayna Picchu entre as 7h e as 8h, e o outro entre as 10h e as 11h. No local, só 100 ingressos são vendidos por dia. Os demais podem ser comprados pela internet. Em 4 de agosto, porém, havia uma única entrada disponível para o resto do mês, no dia 23. Em setembro, era comum que a maior parte dos dias tivesse apenas cerca de 10 entradas sobrando.
Como reservar: pelo site oficial de Machu Picchu
Preço para adultos: 152 NSP (novo sol peruano)
Antecedência mínima: pelo menos 28 dias
É possível comprar na hora? Há 100 entradas para a montanha vendidas por dia no local.

3) Coyotte Buttes (Arizona, Estados Unidos)
Com suas formas onduladas e cheias de cor, a formação geológica conhecida como “The Wave” (a onda) atrai turistas e fotógrafos do mundo todo, que querem passear pelas paisagens únicas da região e clicar seus bonitos cenários. Localizada no Arizona, nos EUA, perto do limite com o estado de Utah, essa formação rochosa de arenito é uma das atrações da área de Coyote Buttes, dentro de uma região de mais de 118 mil hectares cheia de penhascos e cânions chamada oficialmente de Paria Canyon-Vermilion Cliffs Wilderness.
Mas não é fácil acessar a área onde fica a “onda”. Por se tratar de um lugar frágil e susceptível a sofrer o impacto de um grande número de turistas, há um controle severo de entrada, que inclui uma loteria para sortear os visitantes que podem ter acesso.
Como reservar: é preciso se inscrever para uma licença de acesso ao local com quatro meses de antecedência. Na parte norte do passeio, no primeiro dia de cada mês um sorteio é realizado com as vagas remanscentes
Preço para adultos: US$ 7
Antecedência mínima: 4 meses
É possível entrar na hora? Não.

4) Monumento de Washington (Washington D.C., EUA)
O imponente Monumento de Washington faz parte da paisagem da capital dos Estados Unidos. O planejamento dessa homenagem ao ex-presidente George Washington começou ainda no século XVIII, mas o local só foi inaugurado um século depois.
Para subir o elevador e apreciar a vista a quase 170 metros de altura não é preciso pagar nada, porém, a alta demanda exige um planejamento com pelo menos 20 dias de antecedência no verão americano.
Como reservar: pelo site oficial do monumento
Preço para adultos: a entrada é gratuita, mas a emissão da reserva pela internet custa US$ 1,50
Antecedência mínima: 20 dias
É possível entrar na hora? Sim, mas as filas são muito longas e começam muito cedo.

5) Refeição com as princesas da Disney no Castelo da Cinderela (Flórida, EUA)
Os complexos de parques de diversão da Disney costumam estar cheios o ano inteiro e oferecem centenas de atividades diferentes a adultos e crianças. Mas nenhuma atração é tão concorrida como ser recebido “pela própria Cinderela” em seu Castelo na Disneyworld, na Flórida. Além de tirar foto com a princesa mais famosa da Disney, outras princesas, como Ariel e Branca de Neve, também dão um pulinho na sala de jantar para saudar as visitas.
O evento Mesa Real da Cinderela acontece três vezes ao dia: no café-da-manhã, no almoço e no jantar, com um cardápio variado e ingressos que podem ser comprados pela internet. O site permite a compra com até 180 dias de antecedência e, em geral, é impossível achar uma horário disponível antes disso. Em fóruns e sites especializados nos parques da Disney, o conselho é entrar no site toda manhã para tentar garantir sua vaga daqui a seis meses.
Como reservar: pelo site da Disneyworld
Preço para adultos: entre US$ 30 e US$ 59
Antecedência mínima: 6 meses
É possível entrar na hora?
Se houver desistência, sim, mas as chances são mínimas.

Related posts