Lytron
My Partner
cultureholidays

Hillary Clinton critica governo Obama por atuação na Síria

Para a ex-secretária de Estado, a decisão dos Estados Unidos de não intervir cedo na guerra civil do país, iniciada em 2011, foi um ‘fracasso’

Hillary Clinton durante entrevista à rede americana ABC

Hillary Clinton durante entrevista à rede americana ABC (Reprodução/ABC/VEJA)

A ex-secretária de Estado americana Hillary Clinton disse em entrevista publicada neste domingo na revista The Atlantic que a decisão dos Estados Unidos de não intervir cedo na guerra civil da Síria foi um “fracasso”. Críticos, principalmente republicanos, culparam o presidente Barack Obama por fazer muito pouco para apoiar os sírios que se levantaram contra o presidente Bashar al-Assad. A Síria é dividida por uma guerra civil desde 2011, com Assad permanecendo no poder e militantes islâmicos, os jihadistas, ganhando força entre a oposição.

“O fracasso em ajudar a construir uma força de luta confiável entre as pessoas que originaram os protestos contra Assad deixou um grande vácuo, que os jihadistas agora preencheram”, disse Hillary. Hillary foi secretária de Estado de Obama durante seu primeiro mandato como presidente, deixando o cargo no início de 2013, e fez parte da administração durante o início da revolta na Síria.

Questionada sobre o slogan de Obama “Não faça nada estúpido” para descrever sua política externa, Hillary disse: “Grandes nações precisam de princípios de organização, e ‘não faça nada estúpido’ não é um princípio organizacional”.

Israel — Na entrevista, Hillary também ofereceu forte apoio a Israel e ao primeiro-ministro Benjamin Netanyahu, que tem tenso relacionamento com Obama. Israel foi condenado pela comunidade internacional pelas mortes de civis palestinos em Gaza e pela destruição de milhares de residências durante um mês de guerra com o movimento Hamas. A administração Obama, apesar de defender o direito de defesa de Israel, condenou ao menos uma vez o país por causa das mortes de civis.

“Acredito que Israel fez o que tinha que fazer para responder aos foguetes (do Hamas). Israel tem o direito de se defender. Os passos que o Hamas tomou para esconder foguetes e comandar entradas de túneis em áreas civis fizeram com que a resposta de Israel fosse dura”, disse Hillary.

Share

Related posts