Lytron
My Partner
cultureholidays

Itamaraty lança o ”Portal do Retorno”

O Ministério das Relações Exteriores publicou, no Portal “Brasileiros no Mundo”, o livro “Diplomacia Consular” no qual estão disponíveis estatísticas que apontam redução de cerca de 20% no número de brasileiros residentes no exterior, atualmente estimados em cerca de 2,5 milhões (em comparação com 3,1 milhões em 2011). A tendência de retorno acentua-se na faixa de migrantes que deixaram o país há menos de 10 anos.

Com vistas a apoiar o processo de retorno dos emigrantes brasileiros, antecipado em virtude da conjuntura econômica nos países de acolhimento e dificultado pelo longo período passado longe do Brasil, o Ministério das Relações Exteriores lançou, no último dia 27 março, o Portal do Retorno – página eletrônica que reúne informações úteis sobre documentação, trabalho, apoio à abertura de pequenos negócios, capacitação profissional, educação financeira, previdência social, entre outros assuntos de ordem prática, voltados para os nacionais expatriados que decidam voltar a residir no Brasil.

A iniciativa contou com o colaboração do Ministério do Trabalho e Emprego, do Ministério da Previdência Social, da Secretaria da Receita Federal, da Caixa Econômica Federal e do SEBRAE, entre outros parceiros.

O endereço do Portal de Retorno é http://retorno.itamaraty.gov.br.

A dúvida da volta pra casa
De acordo com o Itamaraty, nos últimos cinco anos cerca de 400 mil brasileiros que viviam no exterior voltaram a morar no Brasil. A maioria estava vivendo, principalmente, no Japão, Espanha, Portugal, França, Paraguai e Estados Unidos.  A crise econômica internacional associada a problemas específicos em alguns países, como o terremoto seguido por tsunami no Japão (em 2011), provocou o retorno dos brasileiros. Os números  referem-se ao período de 2007 a 2012. A estimativa é que cerca de 2,5 milhões de brasileiros vivem atualmente no exterior.

Entretanto, o brasileiro que pretende voltar fica na dúvida sobre como será sua vida no Brasil. Se conseguirá moradia, trabalho e qualidade de vida para ele e sua família. Diante disso, a diretora do Departamento Consular e de Brasileiros no Exterior, Luiza Lopes da Silva, disse  que a preocupação do governo é dar condições para que todos os brasileiros que retornam do exterior possam se reintegrar à sociedade e ao mercado de trabalho.

“No momento que o imigrante volta não acaba o problema. O retorno do imigrante não é fácil porque os caminhos que ele pode percorrer para se readaptar à vida no Brasil não são divulgados. De uns anos para cá, estamos fazendo esforços para levar essas informações ao exterior. Estamos fazendo a divulgação desses dados”, disse Luiza Lopes.

Share

Related posts