Lytron
cultureholidays
Census
My Partner

ESPECIAL IMIGRAÇÃO: A ONG PICO na luta pela Cidadania para Milhares de Imigrantes Indocumentados

>> Rita Pires

A PICO (People In Communities Organizing), uma entidade que luta pela defesa da legalização dos imigrantes nos Estados Unidos,  reuniu  cerca de 200 participantes de vários estados americanos em Washington D.C. com o objetivo de fortalecer o programa  Immigration Bootcamp, promovido pela entidade,  junto aos congressistas federais, para que desenvolvam e aprovem o chamado “path to citizenship’. A PICO quer ainda preparar as lideranças  religiosas para que haja mobilização em suas comunidades na luta por uma lei de imigração no país.

Entre os participantes da PICO que estiveram em Washington D.C. estavam os brasileiros Lucas da Silva, um jovem ativista e líder de várias mobilizações em defesa da cidadania para milhares de imigrantes indocumentados,  e  Wesley Porto,  pastor e fundador da igreja Nova Esperança e líder da New Hope Assistance Center. Ambos tiveram uma experiência única durante a agenda em Washington D. C., quando tiveram a oportunidade de expor as necessidades os imigrantes indocumentados nos Estados Unidos.

Pastor Wesley Porto disse que  “junto com participantes do PICO pude assistir ao primeiro hearing (audiência) do Comitê Judiciário do Congresso dos Deputados Federais. No painel dos debatedores estavam cerca de 40 Congressistas, metade de cada partido, os quais, de forma apaixonada, às vezes tensa e até ofensiva, expunham suas opiniões. Foram quase 4 horas de audiência de um trabalho que deverá durar meses e seguir paralelo ao trabalho do Senado, até que um formato de proposta concordante seja terminada e apresentada a todo o Congresso para votação de todos”.

Pastor Wesley falou que saiu da audiência sentindo o peso da responsabilidade dos congressistas e o estresse do debate caloroso em si. “Junto com essa experiência, volto à Orlando com o desejo e decidido a engajar nossa comunidade brasileira, os  meios de comunicação, e suas várias entidades, na luta pela legalização dos 11 milhões de indocumentados desse país, trazendo um benefício direto sobre  nossa gente, nossos parentes, amigos e irmãos na fé. Precisaremos da ajuda de todos!”

Lucas  da Silva teve a oportunidade de visitar o escritório de alguns Congressistas e as opiniões de cada um deles em relação ao tema imigração são diversificadas. “Na visita a  Alan Grayson, do Distrito 9, ele disse que apoia um caminho a cidadania, apesar da oposição de muitos Republicanos. Já John Mica disse que não apoia uma anistia, porém apoia os jovens, especialmente os que sonham em seguir carreira em Ciências, Tecnologia, Engenharia e Matemática (STEM). Lucas aproveitou a oportunidade para compartilhar sua experiência familiar com alguns congressistas e suas dificuldades no país.

O contato direto com os congressistas foi trabalhoso e exaustivo, mas compensador. Lucas conta que os participantes foram repartidos por grupos representando seus estados, a fim de visitarem os seus respectivos Congressistas e Senadores. “Nosso grupo de 19 floridianos conseguiu cobrir 6 escritórios ao todo, depois de termos andado milhas pelos corredores subterrâneos de ligação dos prédios e horas de espera para sermos recebidos pelos representantes. Ao final do dia, em torno  de 7 da noite, começamos a chegar de volta ao hotel, grupo a grupo trazendo os seus relatórios de cerca de 100 visitas feitas, sendo que este número representa apenas um sétimo de todos os Congressistas a serem visitados”, explicou.

 Pastor Wesley disse que é  importante destacar que a receptividade dos membros do Congresso e do Senado vão desde a mais opositora idéia de qualquer reforma de leis de imigração até a mais entusiástica e apoiadora como foi a posição da Congresswoman Corrine Brown, de Apopka. “Ela não só nos recebeu como também nos deu, a partir de sua experência de 20 anos como Congressista, idéias para nossas próprias campanhas e mobilizações”, afirmou.

Pastor Wesley disse que ao visitarem o escritório de um de nossos Senadores da Flórida, Marco Rubio, extremamente respeitado por todos como um campeão da causa de imigração, “aprendemos que, para que uma proposta de reforma imigratória seja apresentada e venha a ser aprovada, precisará ser muito bem elaborada e construida de forma a satisfazer as mais opostas posições políticas. Sendo assim, nada  pode ser preciptado e podendo levar  meses até que uma forma final possa ser apreciada e aprovada. Em outras palavras, há muito mais trabalho pela frente, contudo, podemos perceber que, de forma geral, existe uma boa vontade e interesse para que a reforma, de uma forma ou de outra, aconteça.” No momento, todos precisam estar engajados na busca da legalização dos imigrantes indocumentados nos Estados Unidos.

Campanha pela Cidadania

A Campanha para Cidadania é um projeto da organização PICO, maior ONG nacional baseada na fé, que envolve pessoas de toda América Latina, realizando um trabalho com várias entidades de diferentes religiões e  representando mais de 3,500 congregações, centenas de milhares de famílias e 3 milhões de membros. A PICO FL representa cerca de 1000 congregações e 70,000 famílias. Lucas da Silva é o Organizador de Imigração da PICO FL. Para saber mais da ONG, basta entar em contato com ele pelo telefone (407) 257-9550 ou Ldasilva88@gmail.com.
 

 

Share

Related posts