Lytron
My Partner
cultureholidays

Dream Team orienta imigrantes na Aplicação para Ação Deferida do Presidente Obama

O brasileiro, Lucas da Silva do Dream Team. / O Dream Team e o pastor Wesley Porto orando pelo movimento. 3. Dream Team. FOTOS: RITA PIRES

No dia 15 de agosto, jovens do Dream Team reuniram a imprensa, no escritório de Orlando-Focus, para manifestar seu apoio às comunidades de imigrantes na Flórida.  A data de 15 de agosto foi escolhida para a manifestação, por ser a data de abertura para o processo de solicitação de autorizações de trabalho e de  proteção da deportação, através da Ação Deferida aprovado pelo presidente Obama. O Dream Team, uma coalizão de várias organizações e instituições, liderado por jovens na Central Florida, está treinando grupos de apoio que irão orientar 140.000 jovens em toda Flórida, elegíveis para esta Ação Deferida.

O Dream Team acredita que a união dos jovens nesta luta é importante para conquistar algo maior que dê direito a legalização definitiva. Durante a coletiva de imprensa, eles destacaram pontos inportantes em relação ao assunto. “Deve-se enfatizar que os jovens beneficiados pela  Ação Deferida não terão direito aos preços aplicados nas Universidades de Flórida para os residentes. A Califónia é o único estado nos Estados Unidos que dá este direito. Quanto a Driver License, os governadores dos estados do Arizona e Nebraska foram enfáticos em dizer que não permitirão que esses jovens imigrantes tenham o direito de tirar a carteira de motorista. Ainda assim, em todo o país, jovens imigrantes, cheios de esperanças, estão entrando com  o processo para receberem a autorização do Governo Americano”, afirmou Lucas da Silva, ativista brasileiro e um dos líderes do Dream Team.

Lucas da Silva disse que os ativistas locais do Dream Team estão criandos clínicas para ajudar as comunidades no preenchimento da aplicação para o processo de autorização da Ação Deferida de Obama e esclarecer tudo sobre ela”.  Ele também falou que não há necessidade de  gastar 2 mil dólares só com advogado, no entanto,disse que a aplicação deve ser muito bem preenchida, deve-se enviar os documentos corretamente, além de pagar a taxa de autorização de trabalho, no valor de $380.00 e o fingerprint, com custo de $85.00. A aplicação do processo não tem taxa.
O Dream Team recebe o apoio da United We Dream, maior organização de jovens indocumentados do país e da PICO, entidade que ajuda as comunidades se organizarem conforme a legislação do país. Durante a cerimônia no Focus em Downtown, jovens do Dream Team, entre eles Israel Valerdi e Danny Franco, do México e Kelsey Burke, de Honduras,  falaram sobre suas experiências nos Estados Unidos, do amor a este país e do desejo de serem reconhecidos como cidadãos.

O brasileiro Lucas da Silva, sempre envolvido nas manifestações e ações de apoio ao imigrante, participou da caminhada que partiu de São Francisco e foi até Washington DC, porém, por motivo de saúde da sua mãe e do envolvimento com o Dream Team na Flórida, teve que retornar mais cedo.  Na época, os canais de tvs de Orlando entrevistaram Lucas e transmitiram o evento.
O pastor Wesley Porto, que vem acompanhando o trabalho do Dream Team, presente ao evento, falou da iniciativa de ceder a igreja Nova Esperança, como um ponto de apoio para assistência aos imigrantes na aplicação para a Ação Deferida. A igreja, através do Centro de Assistência Social à comunidade, vem desempenhando seu papel na sociedade e ocupando um espaço representativo na vida do imigrante na Florida Central.  Para se manter informado sobre os próximos eventos ou participar dos movimentos: (407) 257-9550, ldasilva88@gmail.com  Facebook: www.facebook.com/lucas.silva.1238.

Share

Related posts