Lytron
My Partner

Cartas do Leitor – Agosto 2012

Agradecimento

Querida Laine, gostaria de deixar aqui o meu agradecimento a você e a jornalista Rita Pires que com muito carinho nos atendeu, publicando nosso evento do Encontro de Casais aqui em Orlando. Parabéns pela Revista LINHA ABERTA que sempre tem ricamente nos abençoado aqui em Orlando – Kissimmee. Oramos para que Deus continue prosperando vossas vidas em tudo; espero conhecê-las pessoalmente em uma oportunidade.
Abraços
Evandro de Souza – Pastor Assistente Assembléia de Deus de Taguatinga – Brasilia – DF em Kissimmee – FL ADET – USA

Bom dia Pastor Evandro,
Obrigada por suas palavras. Estamos felizes em saber que o senhor gostou da cobertura do evento.
A paz,
Laine Furtado
Linha Aberta

Ansiedade

Boa Noite Srs/as.
Lendo uma matéria dos senhores sobre ansiedade, gostaria de uma ajuda se possível. Tenho uma situação onde meu neto que mora comigo a cada 15 dias é obrigado a ir para casa de sua outra avó por causa de uma decisão judicial. Ocorre que o garoto está muito bem de saúde física e comportamental mas, quando chega o dia de ir para a casa da outra avó ele nos pede para falar que não quer ir, mas nós não fazemos isso e ele acaba indo, (sábado de manhã e retorna domingo à tarde). Ultimamente estamos notando que na sua volta ele chega meio triste, como se estivesse sido abandonado por nós (o que no início pensava ser apenas cansaço), além disso começou a desencadear alguns problemas de saúde física como: gripes, febres e vômitos, situação que já o levou a internação, são feitos todos os exames e nada é detectado que justifique o quadro clínico. Então, esta é a minha dúvida: O fato de trocar de ambiente familiar e social a cada 15 dias, pode ser um fator que está acionando um estado de ansiedade? Em caso de resposta positiva, isto pode ser perigoso por mexer  com glândulas, como  devo proceder? Obs.: A criança tem apenas 3 anos mas é super inteligente. No aguardo de ser atendido com uma resposta estarei a disposição para outros esclarecimentos.
Atenciosamente,
Jair Rocha

Bom dia Jair,
Recebemos seu e-mail e estamos orando por vocês. Sempre publicamos matérias que são informativas aos nossos leitores, mas infelizmente não podemos dar conselhos sobre situações específicas porque não somos licenciados para isso. Cremos que numa situação como a sua, o melhor é consultar um psicólogo para um diagnóstico sobre o caso.
Atenciosamente,
Laine Furtado
Linha Aberta

Share

Related posts