iPad3 chega às lojas em 16 março com o mesmo preço do iPad 2

A Apple anunciou na tarde de hoje a terceira geração do iPad. Ele se chama

iPad 3

e tem entre seus principais atributos o visor com qualidade Retina Display, o que significa que a companhia atingiu um novo patamar de pixels por polegadas. A resolução do aparelho atinge 2.048×1.536 pixels.

São 264 pixels por polegada, mais do que em qualquer outro dispositivo móvel, de acordo Phil Schiller, um dos VPs da Apple que ficou responsável por demonstrar o dispositivo. O iPad 3 tem resolução superior à de uma televisão HD com resolução de 1.920×1.080 pixels.

Junto com a nova resolução, a Apple também anunciou a câmera traseira renovada do tablet. Trata-se de uma iSight com 5 megapixels de resolução retroiluminada e lente de 5 elementos. Pelo que a companhia demonstrou, o recurso é muito similar com o que os donos de iPhone 4S estão acostumados a ver e usar. A câmera conta com exposição automática e foco também automático.

A câmera grava vídeos em 1080p. Tal funcionalidade chega em boa hora e combina com o app iMovie desenvolvido especialmente para o tablet da Apple.

Câmera do iPad 3

O chip do iPad também mudou. Agora é o que eles chamam de Apple A5X — com CPU dual-core e GPU quad-core. A Apple diz que o chip é quatro vezes mais rápido do que o Nvidia Tegra 3. Ainda não há testes de benchmark para confirmar essa informação.

Para dar conta desse nova resolução os apps serão ampliados para a nova resolução com os textos renderizados no tamanho nativo do iPad. Da mesma forma que aconteceu quando o iPhone ganhou a tecnologia de Retina Display. Se os desenvolvedores quiserem atualizar a parte gráfica fica melhor ainda, devo presumir.

Em termos de conectividade o grande destaque vai para o suporte a 4G LTE. A rede vem se expandido nos Estados Unidos e é natural que a Apple apresenta algo nesse sentido. Funciona a 21,2 Mbps no HSPA+, 42 Mbps no DC-HSDPA e 73 Mbps no LTE. Já que as velocidades são tão altas, o dispositivo agora com com a função de virar um hotspost para computadores, celulares e outros aparelhos próximos a ele se conectem à internet — desde que a operadora autorize o serviço.

No teclado virtual apareceu um novo botão graças à atualização para o iOS 5.1. Ele permitirá que os usuários ditem informações que o tablet vai entender e digitar automaticamente.

A Apple promete dez horas de duração de bateria no iPad 3. Esse tempo cai para 9 horas caso o 4G esteja ativado e o usuário esteja confortavelmente navegando na internet.

Recursos do iPad 3

O iPad chega às lojas dos Estados Unidos, Canadá, França, Alemanha, Suíça e Japão em 16 de março. Há programação para outros países nas semanas seguintes, mas o Brasil não consta dela. A versão somente com Wi-Fi custa US$ 499 pelo modelo com 16 GB, US$ 599 pelo modelo com 32 GB e US$ 699 pelo modelo com 64 GB. O iPad 3 mais completo com Wi-Fi e 4G custa US$ 629 com 16 GB de armazenamento, US$ 729 com 32 GB e US$ 829 com 64GB.

De acordo com a Apple, a espessura do iPad permanece na casa de 9,4 mm e o peso em 635g.

O iOS 5.1 fica disponível a partir de hoje para download. O assistente virtual Siri passa a entender também o japonês, para alegria geral dos consumidores da maçã no outro lado do mundo.

E o mais importante: o iPad continua tendo botão Home.

A Apple também anunciou atualizações nos aplicativos Pages, Keynote e Numbers (da suíte de produtividade iWork), iMovie (editor de vídeos), iPhoto (gerenciador de acervo de fotos) e Garage Band (editor de áudio similar ao Audacity) em suas versões específicas para o iPad.

O iPad de primeira geração passa se chamar “iPad original” na comunicação oficial da Apple. O iPad 2 permanece com esse nome e continuará à venda nas lojas da companhia somente com 16 GB por US$ 399 no modelo com Wi-Fi e US$ 529 no modelo com Wi-Fi e 3G.

Share

Related posts