A vida é mais do que passageira

Os Estados Unidos, o Brasil e o mundo ficaram de luto com a morte do pastor José Francisco do Carmo Junior, da Georgia, de sua família e de pessoas que foram vítimas do acidente da I-75, em Gainsville, FL,  que tirou a vida de 10 pessoas. Em momentos assim, percebemos quão frugal é a vida e como, de um momento para o outro, podemos partir desta vida.

Quando uma notícia como esta é divulgada, alcançando importância internacional, percebemos o quanto somos frágeis e vulneráveis. Somos como a flor do campo, que hoje está viva e linda, e amanhã já não existe mais. A qualquer momento podemos encontrar a morte. E podemos não estar preparados para partir ou para conviver com a saudade de quem nos deixa.

Em momentos assim, precisamos buscar forças em Deus, o nosso consolador e conhecedor da pena da nossa alma, que sofre conosco a dor da perda de pessoas queridas. Ele sente como nós sentimos e vive a tristeza que nós vivemos. Precisamos saber que temos família, amigos e parceiros, que sentem conosco a dor da perda e nos ajudam a prosseguir.

Que possamos ver este momento de dor das famílias que perderam seus entes queridos como um momento de reflexão. Que possamos estar prontos para partir e que o nosso espírito esteja em perfeita sintonia com o nosso Deus. Ele, somente Ele, pode consolar o nosso coração em momentos de tragédia como esta que está sendo vivida pela família do Carmo, pelo Ministério Internacional da Restauração e por tantos que juntos, se unem a este momento de dor.

Que Deus nos dê graça.

» LAINE FURTADO é Editora da Revista Linha Aberta com bacharelado em Jornalismo pela UFJF e mestrado em Teologia pela SFBC
 

Share

Related posts