Lytron
My Partner
cultureholidays

2012: Governo compra 8.815 ingressos

Os ingressos do governo

Estádio Olímpico, palco das cerimônias de abertura e encerramento

A venda de ingressos para a Olimpíada 2012 continua a dar o que falar em Londres. Em junho deste ano, o governo britânico já havia tido trabalho para explicar a compra de cerca de 9.000 entradas para os Jogos, no momento em que milhares de cidadãos se decepcionavam com a notícia de que não haviam sido sorteados. Nesta semana, a emissora de TV Sky News revelou o número exato de ingressos adquiridos pelo Departamento de Cultura, Mídia e Esporte: 8.815, a um custo total de 750.000 libras (mais de 2,1 milhão de reais).

Para a cerimônia de abertura, por exemplo, foram adquiridas 2012 entradas, a 194.525 libras. Outras 71.490 libras foram gastas em 143 bilhetes para o encerramento dos Jogos. Há ingressos para modalidades concorridas, como saltos ornamentais – em que o britânico Tom Daley é esperança de medalha – e as finais do ciclismo de pista.

O governo confirmou e defendeu as despesas, afirmando que parte dos ingressos será destinada a equipes envolvidas com a organização, que terão que pagar por eles. Outra parte será usada como premiação aos vencedores dos Jogos Escolares, competição esportiva entre escolas do Reino Unido. Os demais serão destinados a lideranças políticas e econômicas nacionais e internacionais.

As entradas adquiridas pelo governo fazem parte de um lote reservado, que não passa pelo processo de sorteio. Ainda assim, a confirmação da grande quantidade e a revelação do alto valor pago pelos ingressos reabriu a ferida daqueles que se sentem frustrados por não ter conseguido entradas. O sucesso das vendas do ponto de vista do marketing aos poucos se mostra um fracasso de opinião pública – e seguramente é uma prévia do que pode ocorrer no Brasil em 2014 e 2016.

Share

Related posts