Lytron
My Partner
cultureholidays

Mundo: Chávez comanda marcha com milhares e prevê vitória em 2012

Presidente venezuelano já pede comparecimento às urnas e diz buscar 70% dos votos

Chávez durante discurso em Caracas

Chávez durante discurso em Caracas Reuters

Milhares de pessoas se reuniram neste domingo em Caracas na marcha que marcou o início da campanha à reeleição do presidente Hugo Chávez. A quase um ano da votação de 7 de outubro de 2012, o presidente já pediu que os venezuelanos não deixem de comparecer às urnas. Ele disse que buscará 70% dos votos.

– Nesse dia temos que ganhar com ao menos 60%, buscando 70% dos votos. Temos que baixar a abstenção na fila revolucionária – disse ele, atribuindo a derrota no referendo de 2007 a "três milhões que deixaram de votar".

Integrantes dos vários partidos que compõem a coalizão de apoio a Chávez se concentraram na praça O’Leary, onde o presidente discursou por pouco mais de uma hora, mostrando otimismo. Celebrando a inscrição de 3.080 movimentos no Polo Patriótico, que o apoia, ele destacou sua recuperação na luta contra o câncer.

– Esse é o primeiro ato de massas do qual participo durante esses meses, depois do isolamento – afirmou o presidente, comemorando que voltou a ter alguns fios ralos de cabelo depois de quatro ciclos de quimioterapia. – Ainda não estou totalmente pronto, mas continuo recuperando forças.

O presidente também voltou a comentar sobre um suposto submarino nuclear que teria sido localizado pelas Forças Armadas em águas venezuelanas. Depois de denunciar o caso na quarta-feira, Chávez disse neste domingo que o aparato pertenceria aos Estados Unidos.

– Ao que tudo indica, é um submarino ianque – afirmou o presidente, que também fez críticas aos EUA. – Todos os dias saem declarações contra a Venezuela em diversos âmbitos e porta-vozes do governo dos Estados Unidos e de seus aliados no mundo.

Os partidários de Chávez agitavam bandeiras de diversos partidos diante do presidente, que usava sua tradicional jaqueta tricolor. Seu rival será escolhido pela oposição nas eleições primárias de fevereiro.

Share

Related posts