My Partner
Lytron
cultureholidays

Com chave do Mundial definida, Muricy só vê ‘pedreira’

Após o empate do Santos em 1 a 1 com o Atlético-GO, na última quinta à noite, no Pacaembu, o técnico Muricy Ramalho teve de deixar os comentários sobre o duelo da 35ª de 38 rodadas do Campeonato Brasileiro um pouco de lado. As principais perguntas na entrevista coletiva eram sobre o Mundial do Japão, em que estreia 14 de dezembro.

"Se atuarmos próximo de hoje, criando tantas oportunidades, está ótimo. Caso enfrentemos um time fechado, a bola pode até não entrar, mas não podemos deixar de fazer o goleiro adversário trabalhar", analisou o treinador.

A Fifa divulgou na quinta os enfrentamentos da chave do Santos, que pode ter pela frente na semifinal o Monterrey, do México. "É tudo pedreira. E o grande favorito de tudo isso é só um: o Barcelona. Qualquer outra coisa que eu disser é mentira", opinou Muricy Ramalho.

O comandante santista acredita que Neymar, principal alvo dos marcadores do Atlético-GO na quinta, deve encontrar outro cenário numa provável final contra o Barcelona, atual campeão europeu –da Copa dos Campeões.

"Não é do Barcelona ou dos europeus pararem tanto o jogo, por incrível que pareça. Eles deixam jogar mais do que aqui. Acho que o Neymar vai ter mais liberdade. É no que apostamos. Num drible dele, num passe do Ganso. Temos de deixar nossos jogadores atuarem, caso contrário, estamos mortos", disse.

     
Ilustração mostra o caminho do Santos até a final do Mundial de Clubes, na cidade de Yokohama
Ilustração mostra o caminho do Santos até a final do Mundial de Clubes, na cidade de Yokohama
Share

Related posts