Lytron
My Partner
cultureholidays

Chefe do FMI alerta sobre “década perdida” da economia global

A diretora-gerente do FMI (Fundo Monetário Internacional), Christine Lagarde, alertou nesta quarta-feira que a economia mundial periga entrar em uma "década perdida", segundo informações da emissora britânica BBC, ressaltando que a crise na Europa traz incertezas às perspectivas globais.

No entanto, Lagarde defendeu que os esforços para resolver a situação na zona do euro se encaminham à direção certa, apesar de serem necessárias mais medidas para restaurar a confiança dos mercados na região.

"Há um risco de espiral de instabilidade financeira mundial", disse ela durante visita a Pequim. "Se não agirmos em conjunto, a economia mundial corre o risco de uma espiral de incerteza e de instabilidade financeira".

A chefe do FMI afirmou também que a economia mundial entrou em uma fase perigosa, podendo se espalhar para outras regiões, inclusive a Ásia. Por isso, Lagarde pediu à China que encontre um equilíbrio econômico para o país.

"Podemos correr o risco de passar pelo que alguns analistas já estão chamando de década perdida", disse. "Claramente, há nuvens no horizonte, em particular nas economias avançadas, em especial sobre a União Europeia e os Estados Unidos".

Lagarde defendeu que a China reveja parte de sua política econômica e monetária, indicando que o país "necessita de uma moeda mais forte", em referência à visão de algumas autoridades estrangeiras de que o yuan é desvalorizado artificialmente.

Na capital chinesa, a chefe do FMI se reúne com autoridades do governo para discutir as consequências da crise da dívida europeia e as condições e os impactos sobre a China e o restante do mundo.

Share

Related posts