Jovem de 18 anos entra em coma após usar anabolizantes no PR

Um adolescente de 18 anos foi internado em estado grave num hospital de Londrina (a 380 km de Curitiba) depois de utilizar anabolizantes sem prescrição médica.

Segundo o Hospital Universitário de Londrina, João Paulo Mendes chegou ao pronto-socorro na última quarta-feira (5), depois de ter uma convulsão. Ele se queixava há alguns dias de fortes dores de cabeça, segundo a família.

O jovem tomou testosterona para uso animal, além de um anabolizante sintético. O hospital não soube informar há quanto tempo Mendes fazia uso dos medicamentos, nem quantas doses ele ingeriu ou aplicou.

O adolescente teve trombose (interrupção do fluxo sanguíneo) em veias na cabeça e está em coma induzido, respirando por aparelhos. Seu estado de saúde é "muito grave" e ele poderá ficar com sequelas cerebrais.

A família informou ao hospital que Mendes fazia academia há alguns meses e que não houve mudanças significativas no porte físico do garoto. O jovem mora em Bela Vista do Paraíso, cidade de 15 mil habitantes a 45 km de Londrina.

PROBLEMA DE SAÚDE PÚBLICA

Segundo a médica Neuma Kormann, que trabalha na emergência do Hospital Pequeno Príncipe, em Curitiba, o quadro de Mendes é "gravíssimo e talvez irreversível".

De acordo com Kormann, os anabolizantes, compostos basicamente por hormônios, estimulam a coagulação do sangue, o que pode interromper o fluxo sanguíneo em qualquer parte do corpo e a qualquer momento.

No caso de Mendes, a trombose nas veias da cabeça pode ter causado danos ao tecido cerebral. O coma induzido é uma tentativa de preservar o que restou, já que o organismo funciona em um ritmo menos acelerado nessa condição.

A médica diz que esse tipo de medicamento "jamais" é receitado por médicos, devido a seus riscos e efeitos colaterais –que incluem, além do risco de trombose, aumento da pressão arterial, alterações hormonais (que podem provocar impotência sexual, desenvolvimento de mamas, calvície), irritabilidade, dificuldade para urinar e fadiga.

Para ela, o uso de anabolizantes é "um problema de saúde pública seriíssimo". "Existem muitos falsificadores, atravessadores que fazem um comércio ilegal desse tipo de droga", afirma.

Share

Related posts