EUA: deportações chegam a 400 mil em um ano e batem recorde

O governo americano anunciou nesta terça-feira que no último ano fiscal, encerrado em setembro, deportou quase 400 mil pessoas, um recorde na história dos Estados Unidos.


Segundo a agência de imigração e controle aduaneiro do governo federal (ICE), mais de 216 mil deportados cometeram algum delito em território americano (55%), um aumento de quase 90% em relação aos números de 2008.

Entre esses deportados há mais de mil que cometeram homicídio e cerca de 80 mil condenados por crimes relacionados ao uso de drogas e a dirigir sob efeito do álcool.

O boletim do ICE explica que um terço do total dos deportados havia cruzado a fronteira americana recentemente ou o havia feito repetidamente nos últimos anos.

O diretor da agência, John Morton, explicou que, ao deportar cada vez mais criminosos, o serviço de imigração conquistou objetivos como nunca antes.

"Deportamos mais criminosos convictos, pessoas que acabam de cruzar a fronteira ilegalmente, reincidentes em violar as leis de imigração e fugitivos das cortes de imigração. Ainda há trabalho a fazer, mas esse progresso evidencia a dedicação da agência em todo o país", disse John Morton em comunicado.

O boletim não dá detalhes sobre a nacionalidade dos deportados.

Related posts