EUA irão reavaliar trabalho de inteligência desde o 11/9 Audiências estarão centradas na situação da Al Qaeda e de outros terroristas

 

Audiências estarão centradas na situação da Al Qaeda e de outros terroristas

O Comitê de Inteligência da Câmara dos Representantes dos Estados Unidos informou nesta quarta-feira que planeja fazer uma revisão profunda das ameaças de terrorismo, em ocasião dos dez anos dos atentados de 11 de setembro de 2001. Serão realizadas audiências públicas com o diretor nacional de Inteligência, James Clapper, e com um oficial da CIA ainda não identificado, no dia 13 de setembro. Também foram convocados o chefe do FBI, Robert Mueller, e o diretor do Centro Nacional de Antiterrorismo, Matt Olsen, para reuniões em 6 de outubro.

"O 10° aniversário do 11/09 é uma oportunidade para fazermos um balanço dos progressos realizados na comunidade de inteligência na década passada", afirmou o presidente do comitê, o republicano Mike Rogers.

No dia 13 de setembro será realizada a primeira sessão conjunta do comitê com o líder do Senado desde que ambos os grupos começaram a investigar as falhas de inteligência que possibilitaram os atentados de dez anos atrás. As audiências estarão centradas na situação da Al Qaeda e de outros grupos terroristas, e também serão dedicadas a explorar se os Estados Unidos estão em uma posição apropriada para combater a ameaça crescente por conta própria, informou o comitê.

 

Share

Related posts