Lytron
My Partner
cultureholidays

Polícia amplia investigação de grampos ilegais a outras publicações

Informe de autoridade diz que 31 publicações podem ter agido ilegalmente. Escândalo estourou com escutas feitas pelo tabloide ‘News of the World’.

A polícia britânica ampliou a outros meios de comunicação a investigação sobre as escutas ilegais que geraram o escândalo do tabloide “News of the World”, do grupo do magnata Rupert Murdoch, e se interessa na contratação de detetives particulares por órgãos de imprensa, revelaram nesta quinta-feira (21) as autoridades do setor.

O Gabinete do Comissário de Informação, uma autoridade de controle, declarou que a polícia havia pedido as conclusões de uma investigação de 2006 sobre o uso de detetives particulares por parte da imprensa.

O informe ressalta que “300 jornalistas pertencentes a 31 publicações diferentes solicitaram cerca de 4 mil vezes detetives privados para conseguir informações confidenciais, a maioria delas obtidas ilegalmente”, segundo a BBC.

“As informações foram entregues à polícia há três meses”, confirmou à AFP um porta-voz da Comissão.

A Scotland Yard, que reabriu a investigação sobre as escutas telefônicas no início do ano, não comentou estas informações.

Share

Related posts