Para os mexicanos, o norte está cada vez menos atraente

Estudos mostram que o fluxo de imigração ilegal para os EUA vem diminuindo, contido pela melhora das condições de vida no México

para engenheiros nas destilarias. Em 2003, David Fitzgerald, especialista em migração da Universidade da Califórnia, foi para Arandas e achou que a disparidade dos salários em relação aos Estados Unidos havia se reduzido: os migrantes no norte ganhavam 3,7 vezes mais do que ganhariam em seu país.

Recentemente, essa discrepância diminuiu. Nos Estados Unidos, a recessão cortou os ganhos dos imigrantes, segundo o Centro Hispânico Pew, enquanto no México os salários subiram, segundo dados do Banco Mundial. A qualidade de vida em Jalisco melhorou de outras maneiras também. Há cerca de dez anos, os ranchos dos Orozcos, nos arredores de Água Negra, receberam eletricidade e água encanada. Novos dados do censo mostram uma grande expansão desses serviços: água e coleta de lixo, outrora desconhecidos fora das cidades, agora estão disponíveis em mais de 90% dos lares de Jalisco. Apenas 3% das casas continuam de terra, em comparação com 12% em 1990.

No entanto, a educação representa a mudança mais importante. O censo mostra que em todo o estado de Jalisco o número de escolas preparatórias para a universidade para estudantes dos 15 aos 18 anos aumentou para 724, em 2009, ante 360 em 2000, ultrapassando consideravelmente o crescimento populacional. O Instituto Tecnológico de Arandas, onde Angel estuda engenharia, é um dos 13 campi de ciência criados em Jalisco desde 2000 – uma das principais razões pelas quais o número de profissionais do Estado, com um diploma de bacharel ou mesmo superior, também mais que dobrou para 821.983, em 2010, em comparação com 405.415 em 2000.

Dados referentes às escolas secundárias, como a frequentada pelos meninos Orozco em Água Negra, sugere que a tendência continuará. Graças a um programa do governo mexicano chamado “escolas de qualidade”, o campus de três edifícios pintados de amarelo girassol tem novos computadores para os 71 estudantes, assim como novos livros.

Related posts