Lytron
My Partner
cultureholidays

Deixar alimento fora da geladeira por mais de 2h pode prejudicar a saúde

Bactérias que não alteram gosto nem aparência causam contaminações. Caio Rosenthal e engenheira química Karen Signori foram os convidados.

Ninguém gosta de desperdiçar comida. É por isso que, normalmente, o que sobra de uma refeição em casa costuma ir para a geladeira. Mas deixar os alimentos em temperatura ambiente por mais de duas horas pode favorecer o desenvolvimento de bactérias e causar contaminações.

Para explicar melhor o que acontece com a comida fora da refrigeração e o que fazer para evitar problemas de saúde, o infectologista Caio Rosenthal e a engenheira química especializada em alimentos Karen Signori fala sobre o assunto.

O maior perigo é quando os micro-organismos invasores são patogênicos, ou seja, não alteram o sabor nem o visual do prato. Eles se multiplicam a cada 20 minutos: por isso, o ideal é separar as sobras em vasilhas pequenas – que favorecem o congelamento integral do conteúdo – e colocá-las sempre na geladeira. Na hora de resfriar as porções e esquentá-las, tudo será aproveitado.

Se o alimento ainda estiver quente, guarde-o na geladeira com uma parte destampada, e só tampe-o quando estiver resfriado. Isso porque as gotículas de água que surgem aumentam a umidade interna do pote e facilitam o crescimento de bactérias.

Já o balcão da salada deve ser ligado com no mínimo uma hora de antecedência, para que atinja a temperatura correta. Também coloque gelo em volta dos recipientes, para manter o alimento resfriado.

Para saber exatamente quantas bactérias há nos alimentos que ficam até 3 horas fora da geladeira, o programa levou algumas amostras de arroz, feijão, frango e carne para análise em laboratório. A contagem de bactérias só ocorre após dois dias, que é o tempo necessário para serem vistas a olho nu.

Segundo os especialistas, toda comida contém bactérias, e o que a deixa imprópria para o consumo é a quantidade e o tipo desses micróbios. Por isso, a manutenção da geladeira é importante, pois ela precisa estar bem vedada e gelar da forma correta.

Rosenthal destacou que as bactérias tóxicas que crescem em vidros ou enlatados podem provocar o botulismo, uma doença neurológica muito grave. Se uma pessoa abrir um vidro de palmito e ele estourar, é sinal de que contém toxina botulínica. Latas deformadas também indicam a presença dessa substância.

Panos
Outro perigo na cozinha é usar um pano para secar áreas diferentes. Dessa forma, a contaminação de um local sujo vai para outro limpo.

Esses panos precisam ser lavados a cada vez que são utilizados em uma nova atividade. Deixe-os em um balde com água clorada por 15 a 20 minutos, espere-os secar e só então volte a usá-los.

Share

Related posts