Lytron
My Partner
cultureholidays

“Acabei”, disse Breivik ao se render após massacre na Noruega

“Já acabei” foram as palavras ditas por Anders Behring Breivik quando foi detido pela polícia, após realizar massacre na ilha de Utoya, informou nesta quinta-feira o jornal norueguês “Verdens Gang”.

Depois disso, o assassino confesso se transformou e começou a falar muito. A polícia norueguesa não quis confirmar as informações.

As autoridades encarregadas do distrito onde se encontra Utoya deram detalhes sobre a prisão de Breivik, que se entregou sem apresentar resistência. Pouco antes de chegar à ilha e se aproximar da área do tiroteio, a equipe de intervenção gritou para desviar a atenção do atirador.

Breivik saiu de dentro da mata com as mãos para o alto. Sua arma foi localizada a cerca de 15 metros atrás dele.

Quando teve início o tiroteio, a polícia e os serviços de socorro estavam concentrados no bairro governamental de Oslo, devastado pela explosão de um carro-bomba mais cedo, que deixou oito mortos.

Por falta de helicópteros, a operação em Utoya enfrentou dificuldades, ainda mais quando o barco da polícia teve problemas no motor. Segundo os oficiais, a falha fez com que a equipe se dividisse em duas e fosse em duas naves civis, mais rápidas.

Breivik matou a tiros 68 pessoas que participavam de um no acampamento social-democrata na ilha. Ao todo, 76 pessoas morreram no duplo atentado.

Os oficiais ainda não confirmaram o número de vítimas desaparecidas por conta do ataque à ilha, mas disseram que vão realizar um novo interrogatório com o autor confesso na sexta-feira.

No último interrogatório, Breivik confessou os ataques, afirmando que tentava salvar o mundo ocidental do islamismo. O autor do massacre se apresentou na segunda-feira ao juiz instrutor, que ditou oito semanas de prisão preventiva, quatro das quais em regime de total isolamento.

Share

Related posts