2016: R$ 13,6 mi para confederações

O Ministério do Esporte anunciou na manhã deste domingo, em Belo Horizonte, a distribuição de R$ 13,6 milhões para sete confederações. A verba é destinada a projetos de preparação voltados para a Olimpíada do Rio, em 2016.

A confederação que recebeu a maior parte do repasse foi a de ginástica –cerca de R$ 5,2 milhões. A verba será usada na aquisição de aparelhos oficiais de ponta para cada uma das três modalidades: ginástica artística, rítmica e trampolim acrobático. De acordo com o convênio firmado com o ministério, a confederação deve receber mais R$ 2 milhões.

As outras seis confederações já contempladas com verbas destinadas à preparação para 2016 foram a de tênis de mesa (R$ 2,4 milhões), de handebol (R$ 2,2 milhões), de tiro esportivo (R$ 1,5 milhões), de lutas associadas (R$ 1 milhão), de vôlei (R$ 780 mil) e de ciclismo (R$ 512 mil).

Assim com a confederação de ginástica, a CBV (Confederação Brasileira de Vôlei) ainda deve receber mais verba para preparar suas seleções de base. O convênio prevê a liberação de mais R$ 1,7 milhão. Se acrescentados todos os projetos aprovados pelo ministério, incluindo os relacionados às seleções adultas, os contratos do ministério com a CBV totalizam R$ 9,2 milhões.

Além das sete confederações contempladas pelo ministério, outras aguardam a liberação da verba de seus convênios. São os casos do judô, do basquete, do hóquei sobre a grama, da canoagem, badminton e desportos aquáticos.

O ministério anunciou neste domingo também que já empenhou repasses para o Comitê Paraolímpico Brasileiro (R$ 4,5 milhões), para a Associação Brasileira de Voleibol Paraolímpico (R$ 785 mil) e para o Clube de Regatas Aldo Luz, voltado para o remo (R$ 157 mil).

Veja abaixo o detalhamento da verba empenhada pelo ministério a cada uma das confederações e outras entidades.

Confederação Brasileira de Ginástica: R$ 5.221.390,66
Confederação Brasileira de Tênis de Mesa: R$ 2.368.219,58
Confederação Brasileira de Handebol: R$ 2.206.167,20
Confederação Brasileira de Tiro: R$ 1.509.562,39
Confederação Brasileira de Lutas Associadas: R$ 1.015.188,36
Confederação Brasileira de Voleibol: R$ 780.145,44
Confederação Brasileira de Ciclismo: R$ 512.500,80
Comitê Paraolímpico Brasileiro: R$ 4.494.594,20
Associação Brasileira de Voleibol Paraolímpico: R$ 784.670,00
Clube de Regatas Aldo Luz (Remo): R$ 156.631,00

Related posts