Ciclone Yasi chega à Austrália

Tempestade traz fortes ventos e ondas à costa, diz meteorologia.
Autoridades alertaram sobre potencial destrutivo e retiraram moradores

O ciclone de máxima intensidade Yasi chegou à populosa costa do nordeste da Austrália nesta quinta-feira no horário local, gerando ventos violentos, no que poderá se tornar um dos mais mortíferos temporais da história deste país.

Ventos a uma velocidade de até 250 km/h arrancaram telhados, derrubando árvores e cortando o fornecimento de eletricidade na medida em que a tormenta cruzava a região costeira do estado de Queensland.

“O núcleo destrutivo do ciclone Yasi está começando a atravessar a costa entre Innisfail e Cardwell, provocando imensas ondas”, disse o Escritório de Meteorologia.

Para esse órgão, “seu impacto deverá ser o pior jamais observado nas últimas gerações”.

O ciclone tocou a terra próximo de Mission Beach, uma região turística e agrícola, a 180 quilômetros ao sul de Cairns, perto de uma grande barreira de corais.

Os moradores e turistas da costa nordeste da Austrália aguardavam refugiados em suas casas e hotéis a chegada do ciclone, cuja intensidade tinha subido à categoria máxima 5.

As autoridades pediram aos moradores que ficassem em suas casas. “O prazo de evacuação terminou. Agora as pessoas precisam ficar onde estiverem”, declarou a governadora do Estado de Queensland, Anna Bilgh.

As autoridades aconselharam preparar “um quarto de segurança”, com colchões, uma rádio e víveres.

“As pessoas têm que saber que o teto de suas casas pode cair. Mas isso não afeta a estrutura da casa”, declarou Ian Stewart, coordenador em caso de catástrofe em Queensland. “Ficarão ensopados, mas é muito mais perigoso ceder ao pânico e sair correndo de casa”, estimou.

Os pacientes de dois hospitais de Cairns foram retirados em um avião militar para Brisbane, mais ao sul. A atividade estava suspensa nos aeroportos e nos portos das cidades da região.

O diâmetro do olho do ciclone é estimado em 35 km e sua “frente” em 650 km. A previsão é que atinja uma zona costeira muito povoada, entre Cairns e Cardwell, duas cidades de cerca de 130.000 habitantes cada.

A primeira-ministra, Julia Gillard, disse que o Yasi poderá ser o pior ciclone a atingir a costa australiana.

“Este é provavelmente o pior ciclone que nosso país já viu”, disse.

Related posts