Lytron
My Partner
cultureholidays

Catástrofe no Rio já tem 809 mortes e mais de 20 mil fora de casa

O número de mortos na tragédia das chuvas na região serrana do Rio de Janeiro subiu na noite deste domingo, 23, para 809 pessoas, segundo balanço parcial divulgado às 19h pela Secretaria estadual de Saúde e Defesa Civil. Já o número de desalojados e desabrigados superou 20 mil pessoas, com a inclusão na estatística, hoje, de municípios afetados pelas chuvas que ainda não estavam na contagem oficial. Foi o caso Bom Jardim, que apareceu registrando uma morte, 1.186 desalojados e 612 desabrigados.

Ao todo, morreram também 391 pessoas em Nova Friburgo, 327 em Teresópolis, 66 em Petrópolis e 22 em Sumidouro. O total de desalojados (pessoas que ainda poderão retornar às suas casas) na Região Serrana chegou a 11.077: 3.662 em Petrópolis, 3.220 em Nova Friburgo, 1.300 em Teresópolis, 1.186 em Bom Jardim, 1.031 em Areal, 290 em Sumidouro, 288 em Santa Maria Madalena, 40 em Carmo, 32 em São Sebastião do Alto e 28 em Macuco.
Já o total de desabrigados (pessoas que perderam suas casas na tragédia) soma 9.094 pessoas. O município de São José do Vale do Rio Preto registra o maior número, com 3.665 desabrigados. Em segundo está Areal com 1.469, Nova Friburgo com 1.323, Teresópolis com 1.200, Bom Jardim com 612, Petrópolis com 318, Sapucaia com 140, Sumidouro com 109, Paraíba do Sul com 77, São Sebastião do Alto com 68, Santa Maria Madalena com 44, Três Rios com 45 e Macuco com 24.

A contagem parcial de desaparecidos, feita pelo Ministério Público do Estado do Rio, fechada por volta das 19h, chegou a 469 – na véspera, baixara de 430 a 417. São 180 em Teresópolis; 191 em Nova Friburgo; 48 em Petrópolis; 42 em localidades não informadas; 4 em Sumidouro; 1 em Bom Jardim; 1 em Cordeiro; e dois em São José do Vale do Rio Preto.

Share

Related posts