Republicanos apostam em corte de gastos

Empenhados em obter o controle da Câmara dos Representantes dos EUA na eleição de 2 de novembro, os republicanos prometem cortar gastos e parar com “os aumentos de impostos que suprimem empregos”, no manifesto de campanha que devem divulgar nesta quinta-feira.

O programa partidário, ao qual a Reuters teve acesso, propõe retroagir os gastos do governo federal aos níveis de 2008, embora com grandes exceções, e também pôr fim ao controle estatal das gigantes hipotecárias Fannie Mae e Freddie Mac.

A plataforma dos republicanos, intitulada “Promessa aos Estados Unidos”, também inclui o compromisso com o reforço da segurança na fronteira, envio dos suspeitos de terrorismo para julgamento em tribunais militares –e não em cortes civis–, e revogação da reforma empreendida por Obama no sistema de saúde do país.

“Este programa vem do povo americano, foi feito depois de se ouvir o povo americano. É o programa dele”, disse o líder republicano John Boehner a repórteres, depois de uma reunião fechada com republicanos do Senado.

Embora seja improvável que Obama endosse alguma das reformas propostas, elas são uma indicação das duras disputas que ocorrerão no Congresso se os republicanos tomarem dos democratas o controle da Câmara nos últimos dois anos de mandato do presidente.

Muitas pesquisas de opinião indicam que os republicanos devem obter o controle da Câmara nas eleições de novembro, num momento em que a população está irritada com a taxa de desemprego de 9,6% e com o deficit federal recorde.

Share

Related posts