Porque Ele cuida de nós

Este mês estamos falando de moda, um assunto bastante descontraído e que leva a nossa mente a pensar em coisas bonitas, interessantes, muitas vezes distantes da realidade de todos os dias. Creio que precisamos relaxar nossas mentes para não sermos consumidos pelas preocupações do dia a dia. Você já percebeu que quando deixamos de lado, por um pequeno espaço de tempo, as preocupações da vida, e conectamos com algo diferente, divertido, podemos ver que ficamos mais leves, pensamos melhor e podemos ver que, hoje e sempre, Deus cuida de nós.

Por isso, nesta edição da Linha Aberta quero que você relaxe um pouco, esqueça as preocupações da vida e relaxe. Faça isso como uma mostra de que sabemos que Deus cuida de nós e que não devemos ficar ansiosos por nada. Tudo acontece a seu tempo e podemos ter certeza de que todas as coisas contribuem para o bem daqueles que amam a Deus. Muitas vezes nos vemos tragados pelos problemas e pelas preocupações e nos esquecemos de descansar no Senhor. O texto bíblico de Filipenses 4.19 afirma que o meu Deus, segundo a sua riqueza em glória, há de suprir, em Cristo Jesus, cada uma de nossas necessidades.

Qual é sua necessidade? Qualquer que seja, é totalmente do interesse de Deus. Não deixe os problemas ou sua visão limitada falar que você não pode depender de Deus. Ao contrário das vozes em nossas cabeças, nenhuma necessidade é muito pequena ou muito grande para o criador de todas as coisas. Ele é o Deus da compaixão, da abundância e o melhor de tudo: Ele é nosso pai.

O mesmo Deus que enviou maná do céus para milhões de pessoas no deserto proverá para as nossas necessidades. Nós temos a tendência de ver nossas necessidades como muito grandes para pedir até mesmo à Deus que cuide delas ou muito pequenas para incomodá-lo.

Em Mateus 6:25-26, Jesus disse que não devemos andar ansiosos pela nossa vida,  “quanto ao que havemos de comer ou beber; nem pelo nosso corpo, quanto ao que havemos de vestir. Não é a vida mais do que o alimento, e o corpo, mais do que as vestes?

Observai as aves do céu: não semeiam, não colhem, nem ajuntam em celeiros; contudo, vosso Pai celeste as sustenta. Porventura, não valeis vós muito mais do que as aves?” Pense nisso!

LAINE FURTADO
Editora da Revista Linha Aberta
Com bacharelado em Jornalismo pela UFJF e mestrado em Teologia pela SFBC

Related posts