Antropólogo afirma que o churrasco é uma cerimônia primitiva

Um dos rituais gastronômicos mais comuns no Uruguai, Argentina e em partes do Brasil é o churrasco. No vídeo abaixo, o antropólogo Gustavo Laborde faz uma análise deste tipo de refeição e diz que o domínio sobre o fogo, o emprego de cortes quase bárbaros de carne bovina e o trabalho ao ar livre fazem dessa comida uma cerimônia artificialmente primitiva que reafirma valores culturais de cada comunidade.

Apesar da tradição primitiva, ainda segundo o pesquisador, o churrasco parece estar sofrendo modificações que o tornam mais próximo da realidade atual. Os novos modelos de família, as preocupações nutricionais e as modas gastronômicas estão transformando o assado platino.

Related posts