Lytron
My Partner
cultureholidays

Obama apressado por ganhar apoio

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, anda apressado hoje por ganhar apoio para os candidatos democratas, de cara às eleições legislativas do próximo novembro.

Obama iniciou ontem um giro de três dias que lhe levará a cinco estados com o propósito de buscar o respaldo para seu partido e também conseguir a arrecadação de fundos.

Durante sua escala em Los Angeles, Califórnia, o chefe da Casa Branca defendeu sua agenda legislativa como a mais progressista não só em “em uma geração, senão em duas, quiçá em três” e criticou à oposição republicana por seu constante trabalho obstrucionista.

Previamente, o mandatário visitou Wisconsin e tem previsto completar o périplo em Ohio, Flórida e o estado de Washington, no oeste do país, antes de regressar à capital na quarta-feira à noite.

Os democratas, que neste momento controlam as duas câmeras do Congresso, se alistam para uns enfrentamentos nas eleições do dia 2 de novembro, quando se renovará a Câmera de Representantes e uma terceira parte do Senado, bem como grande número dos postos de governadores.

Segundo os analistas as possibilidades dos correligionários de Obama estão complicadas pelos níveis de aprovação do presidente, que nesta terça-feira caíram a um novo mínimo depois de chegar aos 44 por cento.

Ademais, são crescentes os temores dos estadunidenses por uma eventual recaída na recuperação da economia.

Inclusive alguns candidatos democratas têm declinado assistir a eventos com o governante, para evitar de manchar a sua imagem.

Enquanto, os republicanos apostam à oposição aos programas de Obama, que na prática refletem aumentos do déficit.

Essas iniciativas também se revertem em um incremento dos impostos e, no caso da denominada reforma financeira, prejudicará aos pequenos empresários, a julgamento do porta-voz do líder da minoria no Senado, Mitch McConnell.

Share

Related posts