Cartas dos Leitores – Edição 145 – Setembro 2010

PARABENIZO E  AGRADEÇO
Caros diretores,
Quero parabenizar e agradecer a revista Linha Aberta, na pessoa de Laine Furtado, por ser uma revista de qualidade e variedades. Meu marido e eu somos missionários e moramos em Las Vegas. Fomos muito ajudados através da revista Linha Aberta a conhecer igrejas e seus respectivos pastores, pois apenas conhecíamos uma igreja no Sul da Flórida. Foi esta revista que muito nos ajudou a encontrar os pastores locais. Continue fazendo diferença através deste trabalho. Muito obrigada e grande abraço.
Em Cristo, Sonja Bowers
Bom dia Sonja,
Obrigada por seu e-mail. É gratificante saber que estamos contribuindo para a divulgação do trabalho das igrejas evangélicas brasileiras no Sul da Flórida. Que bom que nossa revista ajudou você a localizar as igrejas locais. A paz,
Laine Furtado – Linha Aberta

ADVOGADO
Boa tarde,
Gostaria de saber sobre leis de imigração. Estou querendo casar com uma brasileira que é cidadã americana. Tenho interesse em contratar os serviços de um advogado de imigração. Atenciosamente,
Márcio Luz Vieira
Márcio,
Estamos endereçando seu e-mail
para uma advogada de imigração que
anuncia na Linha Aberta.
Abraços, Laine Furtado

TRANSPLANTE
Bom dia.
Passei um e-mail para vocês a respeito do meu pai que tem 63 anos e faz tratamento para LMA. Ele é indicado para transplante e tem feito tratamento com vidaza. O seu médico aqui no Brasil aconselha que ele faça tratamento em Orlando. Gostaríamos de saber como proceder para levá-lo até os EUA na tentativa de transplantá-lo. Ele ainda não fez o teste com os 3 irmãos que tem para saber se é compatível. Por favor, passe informações de como poderiam nos ajudar na tentativa de sua cura.  Que Deus abençoe, Eliane Marques
Eliane,
Realmente não sabemos como você deve proceder nesse caso. Creio que a melhor opção seria entrar em contato com hospitais dos Estados Unidos. Sugiro para você o Broward Health. A webpage do hospital é www.browardhealth.org.
Deus abençoe, Laine Furtado

MEDULA ÓSSEA
Boa tarde,
Fiz o cadastro para doação de “medula óssea” enquanto estava morando e trabalhando nos Estados Unidos. Desde outubro de 2009 voltei para o Brasil, onde estou morando atualmente. Por isso, quero atualizar meu endereço. O que devo fazer para mudar meu endereço no cadastro e assim poder atender as pessoas aqui no Brasil que venham a precisar de mim. Obrigado,
Adelmo José Cardoso da Silva
Adelmo,
Estaremos enviando seu e-mail para um dos voluntários da Fundação Icla da Silva, que tem os seus dados em arquivo. Ele estará entrando em contato com você. Abraços, Laine Furtado

FÃ NÚMERO 1
Caros editores,
Sou fã número um da Revista Linha Aberta. Apenas gostaria de fazer uma observação. É sobre alguns erros gramaticais que tenho encontrado nos artigos dessa tão interessante revista. Não me levem a mal, por favor, mas é que também sou fã do nosso idioma.  Se for possível remover erros de gramática em uma revista como a sua, acho que seria de bom proveito para todos, especialmente alguns de nós, que moramos longe do nosso país, e que já estudamos nossa língua há anos atrás, mas ainda queremos conservá-la, falando e escrevendo de maneira correta.

Por exemplo, na página 24 desta última edição, no artigo sobre a empresa Walmart, há uma conjugação verbal equivocada. Diz assim, no terceiro paragrafo: “Enquanto os funcionários se entreteram com a participação do ganhador do Oscar Jamie Fox”, o verbo entreter (que significa: ter entre) se conjuga igual ao verbo “ter”. Assim, o correto seria “entretiveram” e não entreteram, por se conjugar, como citei acima, como “ter”. Por exemplo, eu entretenho (presente, singular); eu entretinha (passado, singular); nós entretivemos (passado, plural), eles entretiveram (passado, plural). Trata-se de um verbo meio “trava-língua”, mas é conjugado dessa maneira. Por favor, dediquem mais esse carinho de correção à sua Revista, para satisfação dos seus leitores, como eu. Espero que acolham minha observação como a de quem os admira como colaboradores e representantes do nosso jornalismo aqui no Sul da Flórida. Com carinho, Ellie Carson

Ellie,
Obrigada por seu e-mail. Seu comentário é muito importante para nós. Realmente não podemos ter erros gramaticais na revista, mas infelizmente isso acontece. Gostaria muito de receber a revista com as correções feitas para saber em que editorias estamos pecando gramaticalmente.
Se nos textos de agências de notícias ou nos textos produzidos por nossa equipe de profissionais. Aguardo retorno,
Abraços, Laine Furtado

Share

Related posts