Al Lamberti, Sherife de Broward, fala a pastores e líderes da comunidade

No dia 9 de julho aconteceu o Encontro de Líderes da Comunidade Brasileira com o Sherife Al Lamberti, numa iniciativa da Associação de Pastores da Flórida. A reunião aconteceu no Emma Lou Olson Civic Center, em Pompano Beach, e teve como objetivo discutir temas de interesse da comunidade e elevar o nível de comunicação entre a comunidade brasileira e o Broward Sheriff’s Office.
Na oportunidade, o sherife Al Lamberti falou que o Broward Sheriff’s Office tem o objetivo de proteger a comunidade como um todo e que o departamento de polícia não trabalha na apreensão de imigrantes indocumentados. “Não somos o ICE (Imigration and Customs Enforcement), não estamos trabalhando com o ICE, não damos batidas em busca de imigrantes indocumentados. Nossa função é proteger a comunidade”, afirmou Al Lamberti. Ele falou várias vezes que as autoridades policiais não possuem poder de agentes de imigração, atribuição conferida ao ICE, divisão de capturas do Departamento de Imigração dos EUA, um órgão federal. Já os policiais integram os quadros de funcionários estaduais, ou de condados e municípios.
O sherife disse ainda que quando uma pessoa é parada por dirigir sem a carteira de motorista, se ela for detida, quando chega na prisão, tem que fazer o fingerprints e como hoje o sistema de computadores da polícia é conectado com o do ICE, se esta pessoa estiver vivendo ilegalmente no país, vai ser identificada. Ele falou ainda que muitas pessoas são paradas e apresentam a carteira internacional, que não tem validade nos Estados Unidos. “Não usem a carteira internacional porque ela não é válida”, afirmou.
Este tem sido o problema enfrentado por várias pessoas que não tem carteira de motorista. Al Lamberti disse que hoje o Broward Sheriff”s Office tem 27 presos brasileiros num universo de 4700 presos, o que é um número muito pequeno.O Broward Sheriff’s Office está trabalhando com a lideranças brasileiras no sentido de informar os brasileiros sobre o trabalho da polícia de Broward. O evento reuniu representantes de várias lideranças da Flórida. Entre eles, Aloysio Vasconcellos, presidente do BBG-Brazilian Business Group; Paulo Schneider, do Centro Comunitário Brasileiro; Carlo Barbieri, do Rotary Club West Boca; padre Volmar Scaravelli, da Igreja Católica Nossa Senhora Aparecida; pastor Silair de Almeida, do Conselho de Cidadãos; Eder Auler, do PAIS (Projeto de Assistência aos Imigrantes Scalabrini); o pastor Ledimar Cesar Lopes e Laine Furtado, editora da revista Linha Aberta. FOTOS: LAINE FURTADO.

Related posts