Objetivos claros na vida dos líderes

Um líder comprometido com o ministério está sempre avaliando sua performance e sempre elaborando novos projetos, traçando novos objetivos a serem alcançados. Sua responsabilidade exige duas ações de grande importância, “analisar e elaborar”. Destas duas ações depende o resultado de seu esforço, tempo, ou investimento financeiro. Uma análise constante e acurada do que se tem alcançado é indispensável para a vida pessoal, familiar e principalmente profissional e ministerial. Somente através da análise é que podemos identificar quais são os objetivos que realmente foram alcançados e quais foram os problemas, falhas e erros que cometemos no processo, que impossibilitaram a obtenção do resultado esperado. Após o estudo de todos os projetos propostos, resultados obtidos e falhas detectadas é que se sabe quais são as implementações, correções e melhorias necessárias para a viabilização dos mesmos.

Infelizmente a maioria dos líderes de hoje conduzem suas organizações com muitos de seus projetos incompletos, tendo que dar explicações para os outros ou para si mesmo porque não conseguiram sucesso em seus empreendimentos. Por falta de vigilância constante, alguns desses projetos simplesmente ficaram esquecidos durante o curso do ano. Se você deseja que seus objetivos sejam alcançados, que sua liderança seja firmada e que seu tempo não seja desperdiçado, precisa analisar alguns elementos importantes que devem configurar seus projetos. A seguir elaboramos uma série de comentários que podem contribuir para a sua eficácia pessoal:

Todos os projetos precisam ser específicos. Ao definir um objetivo, não se deve deixar espaço a interpretações duvidosas. Antes de torná-lo público, verifique se ele consegue responder todas as perguntas com precisão. Quando mais detalhado for o objetivo, melhor sua compreensão e maiores suas chances de realização. Procure identificar e deixar bastante claro as seguintes perguntas:
1- Quem está envolvido?
2- O que eu quero atingir exatamente?
3- Aonde deve ser atingido este objetivo?
4- Qual é o período no qual este objetivo deve ser atingido?
5- Quais as vantagens ou benefícios existentes ao se atingir este objetivo?

Não permita que absolutamente nada te desvie dos objetivos estabelecidos e tome cuidado para que não perca suas características e não se torne inalcançável.

Todos os projetos precisam ser mensuráveis. Tão importante quanto elaborar planos e objetivos, é saber como estes serão acompanhados, medidos e avaliados. A mensuração diz respeito à avaliação dos avanços e etapas atingidas. Ela nos leva a saber quanto tempo e quanto recursos  já foram investidos e quanto mais necessitaremos aplicar a fim de que seja alcançado o resultado esperado. Lembre-se sempre: “Você não pode gerenciar o que não pode medir”. Crie métodos que o ajudem a avaliar se os procedimentos utilizados ou as estratégias empregadas na intenção de se atingir os objetivos realmente estão contribuindo para esse fim, de modo a detectar o quanto antes, possíveis falhas que devam ser corrigidas.

Todos os projetos precisam ser atingíveis. Os objetivos sempre devem ser grandes e inovadores, para que nos desafiem, mas nunca impossíveis de serem alcançados. É importante estipular objetivos desafiadores que nos inspirem a atingi-los, que nos motivem a alcançá-los. No entanto devemos tomar muito cuidado para não os elevarmos ao ponto de nunca poder atingi-los. Devemos ser desafiados, mas nunca além de nossa capacidade pessoal, de nossos recursos, isto causará frustração, desânimo e no final decepções. Ao considerar um objetivo como “atingível”, não se deve pensar somente em “possível” ou “impossível”, e sim nos diversos aspectos que o afetam. Por exemplo: pessoas que necessitam estar envolvidas, valores a serem investidos, prazos e ferramentas necessárias para o desenvolvimento do projeto, etc.

Todos os projetos precisam ser realistas.  Além de saber se os objetivos estipulados são específicos, mensuráveis e atingíveis, precisamos saber se estes são realistas. De nada valerá propor metas e objetivos que estão além de sua realidade. Muitas vezes o objetivo é possível, mas não é realista. Se você não tem, no momento, condições de realizá-lo, pode significar que não tem maturidade suficiente para iniciá-lo, não consegue saber como criar meio de se alcançar o resultado esperado, ainda que seja em longo prazo, é melhor esperar o tempo certo.

Todos os projetos precisam ser tangíveis. Isto quer dizer que um objetivo pode ser sentido, observado ou tocado. É certo que sempre sonhamos e objetivamos coisas ainda não existentes. Isto faz parte da vida dos empreendedores. Entretando, ao propor um objetivo, principalmente se este necessitar da colaboração de outros, procure analisar se trará resultados palpáveis, reais. Procure verificar se é necessário que seja partilhado. Na maioria das vezes é bom ouvir outros para não lançar de forma imatura.  De nada adianta propor algo que não se possa apalpar em meio a sua evolução. Precisa ser algo que, ao se trabalhar nele o mesmo ganhe forma, que é possível ver se tornando. Procure se lançar em busca de objetivos que se podem realizar e que se possa perceber no que o esforço e os investimos estão se transformando. Confie seus planos nas mãos de Deus, certamente seus sonhos serão realizados e se satisfará com as conquistas e vitórias.
————————–
Dr. José Pezini é diretor of Global Studies da Beulah Heights University, onde é professor na área de liderança. Foi pastor da Igreja Presbiteriana do Brasil por dez anos, de 1987 ao final de 1996. Mudou para os USA em dezembro de 1996 e foi pastor da Brazilian Christian Chruch, em Marietta, Georgia até 2000. Desde janeiro de 2001 trabalha com a Outreach Foundation onde dá consultoria, mentoring, coaching e treinamento de liderança. Por causa da natureza de seu trabalho, com a Fundação e com a Universidade, tem viajado por diversos Países equipando líderes e falando em conferências. Informações sobre o tema pelo e-mail: jose.pezini@beulah.org

Share

Related posts